76 pássaros apreendidos em uma única casa no Agreste

Havia pássaros em várias gaiolas e espalhados pela varanda, sala de estar, garagem, cozinha e quartos

ter, 12/06/2018 - 18:02
Divulgação/CPRH Proprietário confessou que mantinha pássaros para venda Divulgação/CPRH

Setenta e seis pássaros, incluindo duas espécies em risco de extinção, foram apreendidos em uma única residência do município de Angelim, Agreste de Pernambuco. A apreensão ocorreu após José Cícero Serafim da Silva ser detido por porte ilegal de arma de munição e a polícia se surpreender com a quantidade de gaiolas.

Segundo a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), o proprietário mantinha gaiolas em praticamente  todas as dependências da casa. Foram emitidos três autos de infração por crimes ambientais, totalizando R$ 94,5 mil em multas.

A apreensão foi feita na noite da segunda-feira (11). Muitos pássaros estavam fora da gaiola, espalhados pela varanda, sala de estar, garagem, cozinha e quartos. As multas aplicadas sofreram agravantes porque José Serafim admitiu que mantinha pássaros para vender e também em razão das duas espécies ameaçadas de extinção.

As aves foram encaminhadas ao Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), da CPRH, onde passarão por avaliação e reabilitação antes da devolução para natureza. Há galos de campina, caboclinhos, canários, curiós, entre outras espécies.

COMENTÁRIOS dos leitores